Yamaha TDM 850

Yamaha TDM 850
Yamaha TDM 850
Moto Big Trail para mototurismo:
Yamaha TDM 850 ou TDM 900

Tive a TDM 850 desde agosto de 2008, moto estradeira de velocidade máxima 240 Km/h, 2 faróis, tanque 20 litros, estilo Teneré, toda original, mecânica impecável, tinha 81.000 Km no marcador digital. O histórico dela encontra-se disponível na concessionária Yamaha DISMOTO em Campo Grande, MS. Vendi  trocando por outra YAMAHA, a XT 660R ano 2006. No Brasil há quem diga que TDM não chega a ser Big Trail por causa dos escapamentos baixos, mas na Europa ela até hoje é uma Big Trail admirada como tal. Explico melhor, no Brasil, pra ser Big Trail, tem que ser capaz de atravessar pelo menos um curso de água, rio, alagamento que cubra as rodas e a TDM tem os escapamentos na altura das rodas. Diferente da XT 660R da Yamaha ou da Ténéré 600, também da Yamaha que possuem escapamentos inclinados pra cima. Por isso, a mistura de esportiva com trail nunca deu status 100% de Big Trail pra TDM 850 nem pra TDM 900 no Brasil.

Características para MotoTurismo: A TDM 850 é tão rápida como uma esportiva mas a posição ao guidão é muito mais confortável e o bom curso de suspensão, derivada de trail, absorve melhor os trancos do caminho. Por isso, é ideal para a prática do mototurismo. A Yamaha começou a importar a TDM 850 em outubro de 1997. Mas depois da reestilização de 1996, a TDM 850 e TDM 900 tornaram-se uma das motocicletas mais bonitas da atualidade. Além do motor, que equipou a Yamaha vencedora do rali Paris-Dacar, o destaque da TDM é mesmo o desenho. A moto tem linhas sinuosas bem delineadas. A carenagem parcial une tanque de 20 litros, pára-brisa e faróis (com cantos espichados para cima). O visual colorido ganha mais destaque por causa das dimensões avantajadas: a TDM é alta (1,28m), comprida (2,17m) e larga (78cm). Se agrada até de longe, nos detalhes, a TDM também dá um banho: a peça que envolve os instrumentos do painel (conta-giros, imita fibra de carbono). Dois dos quatro ganchos para prender bagagem podem ser recolhidos para baixo do banco. Mesmo quando lança um modelo ou promove uma reestilização completa, a montadora costuma utilizar piscas de outras motos: os da TDM são os mesmos das velhas Yamaha FZR 600 e 1000.

Motor e consumo: Mais que visual, porém, o que empolga na TDM é o desempenho: o motor de 80 cavalos a 7.500 rpm e torque de 7,8 mkgf dá agilidade incomum à moto. Segundo a Yamaha, a TDM vai a 207,5 km/h de máxima e leva 4s27 para ir de 0 a 100 km/h. O responsável pelo arranque fantástico é um motor dois cilindros em linha de 849 cc, de cinco válvulas por cilindros, comando duplo e refrigeração líquida. Este motor usa o conceito Yamaha Genesis: com cilindros inclinados a 70º, a TDM tem dutos de admissão verticais, melhorando a entrada da mistura ar-combustível, e conseqüentemente o desempenho. Durante a avaliação, a média foi de 19 km/l. O tanque tem 20 litros. O motor tem cárter seco: o reservatório de óleo fica na parte superior do propulsor. O sistema de escapamento da TDM tem duas saídas, que se encontram num abafador único, sob a moto, e depois separam-se novamente. Assim como sobe de giro rapidamente ao menor toque no acelerador, a TDM tem também forte freio-motor: basta soltar a mão que a moto desacelera instantaneamente. Além de acelerar bem, a TDM 850 tem boa capacidade de frenagem, pelo menos na frente, onde os dois discos dão conta do recado. O disco traseiro é mais fraco. A suspensão dianteira é macia e a traseira, monochoque. O guidão está numa altura que possibilita postura relaxada sobre a moto. Os comandos estão à mão. Da 1ª para 2ª marcha, ouve-se um leve ruído, mas as demais marchas (cinco no total) são macias. A transmissão secundária é por corrente. As rodas de alumínio pintadas de cinza-escuro têm o interior oco, recurso utilizado para economizar peso. A TDM pesa 190 quilos.

Pneus: Os pneus, com banda de rodagem lisa, também estão muito mais para motos de alto desempenho: o dianteiro tem medida 110/80 ZR 18; o traseiro, 170/70 ZR 17. Opção de cores amarela, prata e dourada. Avaliação FIPE: Yamaha TDM 850

26 ideias sobre “Yamaha TDM 850”

  1. Minhas pernas ainda precisarão crescer, meu braços ficarem mais fortes, e eu, estudar bastante para quando ficar mais velho, comprar a minha Yamaha TDM 850. Será que o modelo resiste até lá?
    Qualquer coisa Rodrigo, você me vende a sua ?
    Abraços motociclísticos…

  2. Tenho uma TDM, e posso dizer que ela é maravilhosa na cidade e melhor ainda na estrada. Não é barulhenta, bastante econômica pela sua cilindrada. Quem tiver uma, leve em mecânico de confiança, pois as peças dela são um pouco ruim de se achar, porém, se bem cuidadas, duram muito tempo.

    Carlos Alberto

  3. Oi pesoal que tem e curte a linda máquina que é a TDM850 CC, eu nunca tive uma moto acima de 350CC, todas a motos que tive eram cross, pra não dizer q nunca tive uma outra, a minha 2ª moto q tive, foi uma CBX200 Strada, sempre gostei de motos altas.

    Comprei essa TDM850 CC, tem só 2 meses e amei a moto é tudo de bom, linda, confortável, forte, veloz, essa sim, é a moto que todos sonham em ter,  quem aind a náo teve essa moto, quanto pegar uma não vai mais querer trocar por outra.  Ainda não viajei com ela, ando aqui na cidade e não passo de 70km/h, meu irmão disse qua andou com ela, no maximo a 220km/h e disse q é uma maquina!

    Fez 19,5 km/litro na estrada, já, comigo eu ando no maximo entre 60 a 80 km/h e só faz 15,5km/litro, achei estranho, todas as motos que eu tive, quanto menos eu andava em km/h,  eram mais econômicas e essa TDM850 CC é o contrario, alguem saberia me explicar se todas são assim mesmo,? Ou a minha terei q levar em um mecânico?

    Minha TDM 850 CC ano 2001, é o ultimo modelo q fabricaram nessa cilindrada,  se alguém mandar umas dicas de como usar essa máquina sou grato. Azevedo

  4. Olá, amigos, já tive umas YAMAHA do tipo Super Ténéré. Virago 1100, XT 600. Super Ténéré foi a melhor, agora tenho Yamaha XT 600. Se Deus quiser, vou pegar nos próximos dias a Yamaha TDM 850 Gold, dourada…

  5. Bom dia, Daniel Bernardo. você tem uma Yamaha XT 600, que ano ela é? Meu irmão tem uma Yamaha TDM 850 cc Dourada e faz negócio se vc interessar, me passa os dados da sua moto e de onde vc é, ok? abs.
    Eu tenho a Yamaha TDM 850 cc Azul, é uma máquina. Viajei com ela pra Bahia com mais 2 manos, cada um com uma Yamaha TDM850 cc, é uma dourada e outra prata e a minha azul, muito bom, a minha na estrada acima de 180km/h fez 20km/L, em baixa velocidade aqui na cidade faz entre 15, e 16km/L…

  6. Amigos estradeiros, tenho uma Yamaha TDM 850 cc, azul, ano 2001, toda original, viajei com ela e mais 2 manos pra Bahia, cada um com uma TDM 850 cc, é uma maravilha, anda bem e na estrada é bem econômica, a minha andando 180 a 220 km/h fez 20 km/litro, não estou vendendo a minha, mas se alguém me mandar uma boa proposta, quem sabe, já que os meus 2 manos venderam a deles, não quero só eu ficar com a minha. É uma maravilha de moto da Yamaha. Amei…
    Azevedo

  7. Olá amigos! tenho uma Yamaha TDM 850 ano 1997 cor amarela e prata, a moto está mais do que linda, escapes feitops em aço inox, algumas peças mandadas cromar, ela tem hj 42.000km originais, e sem riscos na pintura, cuido como se fosse alguém da familia. uso apenas pra viajar.
    Moto fantástica!!!!!! Santiago.

  8. Tenho uma Yamaha TDM 850, ano 2001 procuro pela rabeta (carenagem) para sustituir na minha moto. Alguém sabe onde posso encontrar?
    E também os escapes originais??? obrigado

  9. Sou um feliz dono de uma Yamaha TDM 900, ano 2007 com 19 mil km. Quem precisar carenagem para TDM da Yamaha,entre no site EBAY. Lá tem quase tudo.

  10. Boa pessoal, tenho uma Yamaha TDM azul 2001, apanhei com 110 mil km rodados, eu mesmo revisei olha já possui várias motos de diversos modelos, nunca andei em uma motociclista tão confortável e boa, pena que não tenho acesso tão fácil às peças pra ela mas dou meu jeito e não pretendo vender tão cedo nota 10 em tudo.

  11. Tive uma Yamaha TDM 850 em 2001, viajamos com uma banda do Brasil, todo nordeste, uma parte do norte e Rio de Janeiro, em 2008 tive que trocar em um carro, posso dizer com toda convicção é uma maquina excelente. Viajamos 275 mil km de pura emoção e prazer, nestas viagens uns parceiros participaram, Alexandre Vovô, Ari Feliciano e Walter Abdalla meu irmão de sangue os outro são irmãos de coração.

  12. Motoca, exelente, confortável, rápida, econômica, canhão na arrancada, e acompanha qualquer moto em qualquer situação, claro dentro da velocidade normal de 100 a 220 km/h. Tenho a minha Yamaha TDM 850 ano 98/98 preta com dourada, já há 2 anos e gente, é só alegria!!!
    Ótimo custo benefício!

  13. Sou dono de uma Yamaha TDM 900 ano 2005, moto perfeita, temos um grupo no WhatsApp só de proprietários de TDM da Yamaha, tanto 850 quanto 900 cilindradas Se alguém ai tiver interesse…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *