Arquivo da tag: Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil

Rally Dakar Peru Chile Argentina

Dakar 2012 Bandeiras da Argentina, Chile e Peru

Cronograma MotoViagem Rally Dakar 2012

25 dias de 28 de dezembro de 2011 a 21 de janeiro de 2012:
Brasil atravessando os Estados de MS, MT, RO, AC a distância brasileira de 3.300 Km.
2. Peru via Machu Picchu + Titicaca + Rally Dakar: 2.000 Km;
3. Chile via Deserto Atacama: 1.000 Km;
4. Argentina via Chaco Argentino: 1.500 Km;
5. Brasil via Foz do Iguaçu, PR até MS: 700 Km.
Total:. 4 países, 4 estados brasileiros em 1 mês totalizando 8.500 Km.

Brasil ao Peru via Acre em 1 semana

Saindo de moto 4ª feira 28/12/2011 de MS Campo Grande ao MT, até Várzea Grande por 710 km. Dia seguinte, 5ª feira 29/12/2011 de Várzea Grande até Vilhena, a primeira cidade ao sul de Rondônia por 710 km.

Dia seguinte, 6ª feira 30/12/2011, até Ji-Paraná, cidade também em Rondônia por 330 km. Sábado 31/12/2011 de Ji-Paraná, RO, passaria o ano novo de 2012 em casa de amigos Brazil Riders. Domingo 01/01/2012 pilotando até Porto Velho, capital de Rondônia por 380 Km. Pegaria a balsa para a Transamazônica amazonense até a cidade de Humaitá .  Foram 210 Km com a Yamaha XT 660.  Descansei 2ª feira e 3ª feira 03/01/2012 saí da Transamazônica até Vista Alegre do Abunã em Rodônia. Segunda balsa no mesmo dia. Foram 440 Km. Dia seguinte, 4ª feira 04/01/2012 saí de Vista Alegre do Abunã até o Acre nas cidades de Xapuri e Brasileia. Também 440 Km. Comemorando 1 ano acima dos 50 anos, 5ª feira 05/01/2012, saí de Brasileia até o Peru em, Puerto Maldonado uns 460 Km, não estou certo dessa distância. Tive um contratempo… A duração de 9 dias foi alterada em Rio Branco, capital do Acre. A previsão era: Campo Grande, MS
a Puerto Maldonado, cidade peruana, percorrendo 3.220 Km.

Peru ao Chile via TrasnOceânica + Machu Picchu + Rally Dakar em Arequipa

Sairia 6ª feira 06/01/2012 de Puerto Maldonado, a Cusco percorrendo 540 Km. Sábado 07/01/2012 a
3ª feira 10/12/2012 ficaria em Cusco, onde conheci  Norton Red Rats Pub com Genghis, motociclista de Manaus. Na 3ª feira 10/01/2012 saí de Cusco a Puno, no Peru por 390 Km. Conheci o Lago Titicaca e os policiais peruanos 🙂  Na 4ª feira 11/01/2012 a idiea era sair de Puno até Moquegua, também no Peru. Detalhe: Rally Dakar às 5h da manhã. Postei o meu primeiro vídeo sem editar, direto no YouTube. 🙂  4ª feira 11/01/2012 parti de Mocquegua, passei pela fronteira chilena até Iquique a 20 km da fronteira, quase no Oceano Pacífico. Forma 500 Km de aventura.  A ideia inicial era partir de Puerto Maldonado, Madre de Dios, no Peru até Iquique, por 2.000 Km.

Com uma pequena mudança na viagem, em vez de ir a Iquique, fui até Arica, antes de Iquique, mais perto da fronteira peruana. Fiquei em Arica entre 5ª feira 12/01 a sábado 14/01/2012.  No domingo dia 15 de janeiro, saí de Arica até Calama, região norte do Chile. Viajei 680 km de moto sozinho. Conheci um motociclista bombeiro de mina em Calama que me deu hospedagem. Saí no dia seguinte, 2ª feira 16/01/2012 até San Pedro Atacama, por 100 km. Asfalto ótimo.

Chile, Deserto de Atacama

Na manhã de 2ª feira procurei hotel em San Pedro, pois não fiz reserva. Fiquei até 5ª feira dia 19 de janeiro. Visitei vários lugares:
1. Deserto de Atacama
2. Salares Chilenos
3. Valle de la Luna
4. Geiser y Machuca, a cidade de 16 habitantes
5. Laguna Cejar

A partida de San Pedro previa passar pelo Paso de Jama, fronteira argentina onde começa a Ruta 52. Apesar de ter chegado sozinho ao Chile, saí acompanhado de duas motos: conheci o casal Guina Salve de Piracicaba numa Suzuki V-Strom e outro casal, o Marcelo Konga de Manaus na sua BMW F800GS. Fomos até San Salvador de Jujuy, chegamos de noite. Dia seguinte, fomos para  ou Salta, la linda Argentina. Viajamos cerca de 480 km em três motos. Essa viagem de 8 dias no Chile teve um percurso de 1.300 Km.

Argentina ao Brasil via Paraguai

Saímos 6ª feira 20/01/2012 de Salta com destino ao leste argentino viajando pelo norte da Argentina. Um cenário de abandono por 920 km de estradas, com pouco combustível disponível pela YPF que ainda não tinha sido nacionalizada pela presidenta Cristina. No sábado, 21/01/2012 saímos de Formosa que também estava sem gasolina na hora do almoço. Tomei duas horas de sol na fila. Seriam mais 900 Km até minha cidade, mas chegamos em Pedro Juan Caballero debaixo de chuva no Paraguai. Fizemos os trâmites aduaneiros no dia seguinte em Pedro Juan Caballero, cidade dividida por uma avenida com a brasileira Ponta Porã em Mato grosso do Sul. Voltei a Campo Grande e os dois casais seguiram até o oeste paulista. Essa volta da Argentina deu entre 1.820 km e 2.000 km. Não fiz esse registro.

Rede Brazil Riders Brasil Argentina Paraguai

Rede Brazil Riders Brasil Argentina Paraguai

Rede Brazil Riders reunida na tríplice fronteira Brasil, Argentina e Paraguai em Foz do Iguaçu, Puerto Iguazu e Ciudad del Este.

“Rede Brazil Rider pra quem realmente viaja!” A cada ano, nos reunimos em Estados diferentes. Hoje vamos mostrar como foi a convenção da Rede Brazil Riders e m 2010. Viajamos de moto até a tríplice fronteira, nas cidades de Foz do Iguaçu, Paraná que faz fronteira com Puerto Iguazu em Missiones, Argentina que também faz  fronteira com Ciudad del Este, Paraguai. Daí o nome grande dessa matéria publicada.

Nosso encontro ou convenção em 2010 foi uma confraternização internacional no feriadão de 15 de novembro. Hospedamos em Foz do Iguaçu para centralizarmos nossas confraternizações e eventos de mototurismo. E haja fila de motos pra juntar todos de hotel em hotel, até em camping.

Saimos de Campo Grande, MS, tres motociclistas na Rede Brazil Riders: eu na Yamaha TDM 850, Nelito do MC Motors Vivos  na sua Suzuki DR 800 e Aurican, o Chiapas na sua Honda Sahara 350. Uma coisa interessante no motociclismo virtual! Só conheci o Chiapas no dia da viagem, às 5 horas da manhã no posto de gasolina. Isso, depois de trocar e-mails com ele por 3 anos na mesma cidade e nunca nos vimos pessoalmente. O Nelito, conheci em 2003, quando viajei pra Chapada dos Guimarães, MT e me encontrei com ele em Cuiabá, MT. Cada um com sua Yamaha Virago 250, há 8 anos atrás.

As estradas de MS e PR na ida a Foz do Iguaçu:

Saímos de MS pela BR 163, entrando no Paraná pela cidade de Guaíra. Antes de chegar ao Paraná, em MS, passamos ao lado da fronteira com Paraguai. Em plena BR 163 havia fila dupla de brasileiros que compram produtos importados na cidade de Salto del Guaira. Era véspera de feriadão de 15 de novembro, em MS nos perdemos um do outro no congestionamento.

Entre MS e PR, a dica é filmar os quase 4 km da ponte Ayrton Senna sobre o rio Paraná e seus 5.000 veículos por dia. Depois de Cascavel a rodovia é pedagiada, um show de asfalto! A Rodovia das Cataratas, a BR 277 que corta todo o estado do Paraná até Foz do Iguaçu. A BR 277 é mantida pela concessionária Ecovia, tem vários postos de pedágio, sinal de celular em toda a rodovia,  SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário pelo telefone 0800-410-277, uma das vantagens da BR 277 pedagiada.

As estradas na volta de Foz do Iguaçu ao MS: Nossa intenção não é voltar pagando pedágio, mas fotografar, então  pagamos só um pedágio em São Miguel do Iguaçu, PR e saindo da BR 277. O pedágio na BR 277 mais caro é justamente o mais próximo de Foz do Iguaçu, em São Miguel do Iguaçu, Km 704. Em setembro de 2011 conferi os preços: carros a R$9,80 e Motos R$4,90.

Estrada alternativa entre PR e MS

Voltamos por um percurso menor, pela rodovia estadual PR 495, cheia de fazendinhas, chácaras, muitas curvas, pequenos povoados e, claro, sem auto-estrada. Esse atalho paranaense  vai de Medianeira até Marechal Cândido Rondon. A rodovia estadual PR 495 sai da BR 277 no Km 672 na cidade de Medianeira, PR. Conheça o trecho de 122 Km:

 

Início: BR 277, Km 672

  1. Medianeira
  2. Missal
  3. Santa Helena
  4. São Clemente
  5. Entre Rios do Oeste
  6. Pato Bragado
  7. Iguiporã
  8. Marechal Cândido Rondon

Fim: BR 163

Mapa Parana Foz do Iguaçu a Marechal Candido Rondon
Entre Medianeira e Marechal Cândido Rondon pela PR 495 e PR 239, são 122 Km, apesar que Google Maps não mostra os rios nesse trecho, existem várias pontes sobre as cheias originadas de Itaipu. Inclusive balneários à beira da rodovia, verdaderio festival de MotoTurismo sobre as águas,opções de camping e pousadas.